sábado, 27 de fevereiro de 2010

O 1º dia sem os donos...

Os dois dias que se seguiram à sua 1ª noite aconteceram no último fim de semana de Setembro e por isso todas as atenções se centraram na nossa linda “labrador”. Mas a preocupação de ambos centrava-se já no seu 1º dia sem a nossa presença. A segunda feira que se seguia ao seu 1º fim de semana na nossa companhia.
Nas noites seguintes o seu choro já não foi tão incisivo e os seus “cocós” começaram a ter a orientação que lhe sugerimos, por cima do jornal para esse propósito. O único problema era o facto da Luna se incompatibilizar, de vez em quando, com o jornal e o destruir por completo. A cozinha começava a sofrer com as suas crises de solidão e tivemos que forrar a papel as partes inferiores das portas. Mais que uma vez. Porque o forro tinha que estar mesmo perfeito senão a Luna desfazia-o em meio minuto.
O 1º dia da Luna sem a nossa presença decorreu com normalidade no nosso quintal onde estava situada a sua casota. A única anormalidade foi ela estranhar a casota e nos primeiros tempos hesitar no seu uso. No 1º dia, regressados do emprego, demos com a laranjeira algo abalada pelas incursões rebeldes da Luna… Mas nada de grave, convergimos ambos na análise ao seu 1º dia sozinha.

4 comentários:

Anónimo disse...

Linda, a Luna!!!

Eva disse...

Tem tanto de bonita como de pestinha! Mas adoravél;) Já não imagino as nossas vidas sem ela.

Miguel disse...

Realmente... ganhamos tamanha afeição aos "bichos" :) Mais que a alguns humanos :P

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.